Momentos Inesquecíveis

Dizem que recordar é viver, pensando nisso, Desassistidas remexeram (especialidade da THA) o baú, para trazer à tona lembranças, detalhes, nem tão pequenos, de nós três, quatro, cinco, seis...

O PRIMEIRO BEIJO

Ah... o primeiro beijo! Nada mais doce, nada mais terno e nada mais sem graça e atrapalhado que o primeiro beijo...

O coração pula! “Será que ele vai gostar?” “E se ele perceber que eu não sei beijar?” “Será que estou com mau hálito?” Parece editorial da revista Capricho, mas são apenas fragmentos do turbilhão de idéias na mente do dono dos lábios que se aventuram pela primeira vez nos lábios de um outro alguém.

“E quando acabar o beijo, o que eu faço?” “Abro os olhos? Falo alguma coisa?”
E quando acaba, não se pensa em outra coisa além “mas é só isso?”
Para celebrar a nostalgia, nossa seleção de histórias mimosas sobre primeiro beijo:

No meu primeiro beijo, provei porque hoje sou conhecida como fenômeno, pois o menino ficou impressionado com minhas habilidades bitoqueiras, parecia que nem era o primeiro beijo. Mas pra mim, ser uma exímia beijoqueira não importava muito, o lance era contar que só tirava dez no colégio, que era a mais inteligente, essas coisas de CDF...depois disso, nunca mais vi o menino.

Meu primeiro beijo teve gosto de café com leite e fórmula de Baskara. Apaixonada por um belo CDF, ou um CDF belo, eu, que também gostava de sentar na primeira fila e dizer “eu sei a resposta professora, eu sei a resposta”, beijei pela primeira vez numa viagem de fim de ano da escola. Foram dois dias de muita pesquisa (uma espécie de cursinho sobre a arte da troca de fluidos da região das papilas gustativas), mas, depois de um lanche numa dessas paradas de viagem, troquei meu primeiro beijo numa tarde de novembro.

Depois de muito me remexer, finalmente troquei cuspe no final de uma gincana do primeiro ano do segundo grau. Meu príncipe encantado fora cover do Dinho das Mamonas Assassinas (ele também gostava de se remexer) e, ao final da apresentação, tomou-me nos braços e, assim, como uma groupie, descobri o que era beijar.

Um comentário:

Lino Resende disse...

Ótima a descrição do primeiro beijo. Nisso, homens e mulheres são iguais, com os dois ficando sem saber o que fazer, antes e depois.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina